Notícias

Congresso aprova LDO para 2017 com déficit de R$ 139 bi e crescimento do PIB de 1,2%

0

O Congresso Nacional aprovou na madrugada desta quarta-feira (24) o texto principal da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2017 (PLN 2/2016).  Foram 252 votos favoráveis e 8 contrários entre os deputados, além de obstrução promovida por parlamentares da oposição, que não votaram. Entre os senadores, a votação foi simbólica. Ficaram pendentes de votação três destaques.

O texto autoriza o governo federal a fechar o ano com um déficit de R$ 139 bilhões e prevê um crescimento de 1,2% no produto interno bruto (PIB). Caso se confirme a estimativa da lei, o Brasil completará quatro anos consecutivos de déficit fiscal e, consequentemente, de crescimento da dívida pública nacional. Além do rombo previsto a nível federal, o projeto antecipa déficits de R$ 1,1 bilhão para estados e municípios e de R$ 3 bilhões para as estatais.

A previsão do déficit foi uma alteração promovida pelo presidente interino, Michel Temer, em relação ao texto original do projeto da lei, que falava em resultado fiscal zero (nem superávit e nem déficit). As bancadas de oposição ao governo interino tentaram resgatar essa proposta através de um destaque, mas não tiveram sucesso.

Outros indicadores trazidos pelo texto para o próximo ano incluem a previsões de inflação de 4,8%, taxa de juros de 11,25% e preço do dólar a R$ 3,81.

Prefeitura de Parnamirim



Corrente do PT articula ex-presidente Lula para comandar o partido

0
Brazilian former president Luiz Inacio Lula da Silva gestures during a press conference in Sao Paulo, Brazil on March 28, 2016. Lula da Silva is raising hackles after warning that the mega Petrobras corruption probe is paralyzing essential sectors of the Brazilian economy, like oil and construction. AFP PHOTO/NELSON ALMEIDA

Integrantes da corrente majoritária do PT, Construindo um Novo Brasil (CNB), articulam a condução do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao comando do partido. Reunida em São Paulo na terça-feira (23/8), a Executiva Nacional da legenda decidiu adiar de dezembro deste ano para março de 2017 o Encontro Nacional Extraordinário, no qual deve ser discutida a abreviação do mandato da atual direção da sigla.

A manobra, encabeçada pela CNB, abre caminho para a chamada “solução Lula” na presidência do partido, hoje comandado por Rui Falcão. A ideia é ganhar tempo para viabilizar a proposta, barrar o avanço das correntes de esquerda que se uniram no movimento Muda PT – que inclui ainda parte expressiva da bancada no Congresso Nacional – e evitar um racha na legenda.

Segundo dirigentes petistas, Lula está ciente da articulação, mas ainda não disse se aceitaria a indicação. Não é a primeira vez que o nome do líder máximo do PT surge como alternativa para presidir a sigla. Nas outras vezes, ele havia recusado. Agora, avaliam petistas, a situação é diferente. Acossado pela Operação Lava Jato, que apura esquema de corrupção na Petrobrás, Lula poderia exercer a direção partidária independentemente de decisões da Justiça e teria também uma agenda sólida de repactuação do PT e estrutura material para viajar pelo País se preparando para uma possível candidatura à Presidência da República em 2018.

A reunião de terça-feira (23/8), foi marcada por cobranças. Falcão pediu explicações ao secretário de Formação, Carlos Árabe, da Mensagem, sobre questionamentos feitos na imprensa, e líderes da CNB insinuaram que o objetivo real das críticas da esquerda é preparar o desembarque do partido. A Mensagem negou e disse que o objetivo da corrente é ganhar o controle do partido. Na terça-feira, 24, o Muda PT distribuiu um texto, depois da reunião, defendendo a manutenção da data do encontro. Líderes da esquerda petista admitem que a “solução Lula” os deixaria na defensiva.
Saiu na Agência Estado.

Martelinho de Ouro



PF pede acesso a contas de João Santana nos EUA para ação no TSE

0

O delegado Felipe Pace, da Lava Jato em Curitiba, pediu autorização para compartilhar com o Tribunal Superior Eleitoral dados da movimentação financeira de João Santana no exterior, segundo informam os jornalistas Mateus Coutinho e Julia Afonso.

“O delegado da Polícia Federal Filipe Hile Pace, da Lava Jato em Curitiba, solicitou autorização do Departamento de Justiça dos Estados Unidos para compartilhar com o Tribunal Superior Eleitoral os dados da movimentação financeira no exterior dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura, que atuaram na campanha de Dilma Rousseff (PT) e seu então candidato a vice Michel Temer (PMDB) em 2014”, dizem eles. “A autorização é necessária para que as informações, já utilizadas pela Lava Jato para denunciar os marqueteiros na Justiça Federal, sejam também usadas como prova na ação movida pelo PSDB na Justiça Eleitoral para impugnar o mandato de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB).”

Procurado, o interino Michel Temer, que pode vir a ser cassado pelo TSE, decidiu não comentar o assunto.
Saiu no 247.

AMICO



“Nós emprestamos a nossa imagem”, diz Cleo Pires após propaganda paralímpica ser alvo de críticas

0

A campanha lançada nesta quarta-feira (24/8) pela Vogue Brasil em parceria com a Agência África revoltou internautas e gerou diversas críticas. O objetivo da publicidade foi promover os Jogos Paralímpicos, que serão realizados entre 7 e 18 de setembro.

Depois da polêmica, a atriz publicou um vídeo de 9 segundos em sua página oficial no Facebook defendendo a campanha: “Nós, como embaixadores, emprestamos a nossa imagem justamente pra gerar visibilidade. E é isso que a gente está fazendo. Meu Deus.”, disse Cleo.

A publicação mostra Cleo Pires e Paulinho Vilhena, embaixadores do Comitê Paralímpico Brasileiro, com membros amputados, defendendo a causa intitulada “Somos Todos Paraolímpicos”.

Martelinho de Ouro



Mercedes oferece R$ 100 mil a quem aderir a PDV na fábrica de São Bernardo

0

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e a Mercedes-Benz assinaram hoje (24) um acordo para evitar demissões e também diminuir a quantidade de trabalhadores da empresa na fábrica de São Bernardo do Campos, na Grande São Paulo.

Pelo acordo, a empresa vai abrir um novo Programa de Demissão Voluntária (PDV), com a meta de atingir 1,4 mil trabalhadores. O PDV ficará aberto até o dia 31 de agosto e oferecerá um valor único de R$ 100 mil, independente do tempo de casa ou do setor de atuação.

Para o excedente de trabalhadores que não for atingido pelo PDV, será utilizado o mecanismo de layoff (a suspensão de contratos), garantindo estabilidade até dezembro de 2017.

Segundo o sindicato, o acordo suspende a demissão de mais de dois mil trabalhadores, conforme anunciado pela montadora no início do mês. A proposta foi aprovada na manhã de hoje durante assembleia dos trabalhadores.

O sindicato informou que a fábrica da Mercedes em São Bernardo do Campo tem atualmente nove mil trabalhadores. Os metalúrgicos dessa fábrica estão de licença remunerada desde o dia 5 de agosto.

De acordo com a Mercedes, esse acordo, que prevê mais uma oportunidade de PDV, “é mais atrativo” que os outros, tendo “como principal vantagem o valor fixo de R$ 100 mil, independentemente do tempo de casa e da idade do colaborador”.

“Com esse novo PDV, com o período de adesão entre 24 e 31 de agosto, a Mercedes-Benz do Brasil tem como principal objetivo a redução de 1,4 mil colaboradores neste ano para que possa combater a ociosidade e, assim, manter suas operações, enquanto não ocorre a recuperação do mercado brasileiro. A empresa acumulou um excedente de mais de 2,5 mil pessoas nessa unidade”, acrescentou a empresa.DV

AMICO



Pesquisa revela quais são os 5 smartphones mais usados no Brasil

0

É realizado nesta quarta-feira, 24, na capital paulista, o GMIC São Paulo 2016. Trata-se da primeira edição no Brasil de um seminário voltado para o mercado mobile e startups, com foco em novas tecnologias e tendências entre empresas do setor.

Durante o evento, o laboratório de estatística Cheetah Global Lab revelou alguns dados sobre o cenário atual sobre o uso de smartphones e aplicativos entre brasileiros. Um dos dados revela quais são os celulares inteligentes mais usados no país.

O ranking, levando em conta o volume de quota de mercado (market share) em porcentagem, tem o Galaxy Gran Prime Duos TV, da Samsung, em primeiro lugar – este que você vê na foto acima. Confira o restante da lista:

1 – Samsung Galaxy Gran Prime Duos TV (2014) – 5,22%
2 – Samsung Galaxy Win Duos (2013) – 4,50%
3 – Motorola Moto G 2ª Geração (2014) – 4,15%
4 – Motorola Moto G 3ª Geração (2015) – 3,98%
5 – Motorola Moto G 1ª Geração (2013) – 3,59%

O Galaxy Gran Prime Duos TV foi lançado em 2014 pela Samsung. A tela HD tem 5 polegadas, o processador é um Snapdragon 410 quad-core de 1,3 GHz, vem com 1GB de memória RAM, 8GB de armazenamento interno, câmeras de 8MP e 5MP (traseira e frontal, respectivamente) e bateria de 2.600 mAh, além de TV digital como sugere o nome.

Segundo a Cheetah, os dados foram coletados em 1 de agosto deste ano. A quota de mercado representa o estado ativo dos smartphones em todo o país, sem levar em conta volume de vendas. Isso explica por que a lista de smartphones mais procurados a cada mês, por exemplo, é bem diferente desta.

É curioso notar também que os 5 modelos mais usados no Brasil são relativamente antigos. Há dois aparelhos de 2013, dois de 2014 e apenas um de 2015. Hoje, é possível encontrar esses celulares em algumas lojas custando menos de R$ 900 (com exceção do Moto G 3ª Geração, que ainda é um pouco mais caro).
Saiu no Olhar Digital.

Prefeitura de Parnamirim