Notícias

STF libera para Moro ação contra Cunha sobre contas na Suíça

0

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou abertura de ação penal contra o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em razão de contas na Suíça foi divulgada no “Diário de Justiça Eletrônico” nesta terça-feira (4) e será considerada publicada na quarta (5). Trata-se do acórdão do julgamento, que é um resumo da decisão tomada.

A publicação permitirá que a ação penal seja remetida definitivamente ao juiz federal Sérgio Moro, do Paraná, a quem caberá analisar o caso. A mulher de Cunha, Claudia Cruz, já é alvo de ação penal em relação ao tema e agora o ex-parlamentar também responderá emCuritiba. Será a primeira ação contra Cunha que chegará às mãos de Moro.

G1 tentou falar com a defesa do ex-deputado sobre o envio da ação à Justiça Federal do Paraná, mas não conseguiu contato até a última atualização desta reportagem. Cunha tem negado publicamente as acusações.

Teori
Há cerca de três semanas, o ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo, determinou o envio para o Paraná da ação, na qual Cunha é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Bênin, na África, e usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

Porém, o ministro condicionou a remessa do processo à publicação da decisão do julgamento que abriu a ação penal. Por isso, o caso ainda não tinha sido enviado para Moro.

O caso sobre as contas tem provas coletadas pelo Ministério Público da Suíça. O processo apresenta diversas contas no país estrangeiro que teriam sido usadas pela mulher de Cunha para compras de itens de luxo.

Desde que Cunha perdeu o foro privilegiado, uma ação que o acusa de receber US$ 5 milhões de propina por contrato de navio-sonda da Petrobras foi enviada para o Tribunal Regional Federal da 2ª região e outros processos foram para magistrados em Brasília e no Rio de Janeiro.

RÁDIOCOM



ASSIST CARD lança campanha com 50% de desconto

0

Aproveitando os meses que antecedem as férias escolares, a ASSIST CARD está oferecendo 50% de desconto em grande parte de seus seguros viagem. A promoção começa hoje, dia 15, e segue até 30 de junho de 2017.

A previsão da empresa é duplicar as vendas no período e fortalecer ainda mais a marca, que é líder mundial em assistência ao viajante.

De acordo com Alexandre Camargo, Country Manager da ASSIST CARD no Brasil, o objetivo da campanha é incrementar o número de viajantes que embarcam protegidos.

Na promoção foram incluídos os produtos multitrips anuais. Com eles, passageiros que realizam várias viagens durante o ano e permanecem no destino menos de 30 ou 60 dias, conseguem preços realmente atrativos. “O produto Multitrip 30, com cobertura de US$ 35.000, poderá ser adquirido por apenas US$ 90. É uma oportunidade única de pagar um preço extremamente baixo e passar o ano todo protegido”, explica Camargo.

Além dos multitrips, a campanha abrange diferentes planos que estão disponíveis para compras nas agências de viagens, corretores de seguros credenciados, nas lojas da ASSIST CARD (Avenida Paulista, Aeroporto de Guarulhos e Belo Horizonte) ou pelo site www.assistcard.com. A condição da promoção é que a viagem tenha início até 31 de março de 2018.

AMICO



Mãe processa companhia aérea que entregou “filho errado” em aeroporto

0

Você já teve sua bagagem extraviada por uma companhia aérea? Sim? Maribel Martinez também. Mas, em vez da mala, ela teve o filho perdido.

Segundo ela, Andy Martinez, de apenas cinco anos, deveria encontrá-la no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York (EUA), no último dia 17 de agosto. No entanto, por causa de um erro da companhia aérea JetBlue Airways, ele foi parar em Boston (EUA).

Para piorar a situação, um outro menino foi entregue para Maribel. Os dois garotinhos saíram no aeroporto Cibao, na República Dominicana. Mas a companhia aérea acabou trocando um pelo outro. Pensa o desespero!

A JetBlue Airways demorou três horas para entender o que tinha acontecido. Neste período, Maribel chegou a pensar que seu filho havia sido sequestrado. Bem, claro que, no fim, cada menino foi devolvido para suas mães.

O estresse causado pela situação fez Maribel processar a JetBlue Airways. A companhia aérea não quis se pronunciar sobre o caso.

JFS Contábil



Inspirado por Huck, Silvio “anuncia” candidatura à presidência

0

Com uma série de celebridades cogitando disputar a presidência da República nos últimos meses, o apresentador e dono do SBTSilvio Santos, decidiu também surfar na onda e brincar neste domingo (21) com a hipótese de se candidatar ao mais alto cargo eletivo do país.

“Eu não estava mais pensando em política, mas depois que o Luciano Huck se candidatou eu fiquei muito chateado e eu acho que vou me candidatar”, afirmou durante quadro de seu programa em que humoristas imitam o ex-presidente Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff.

Segundo ele, sua idade – 86 anos – é um diferencial que o coloca à frente do apresentador da Globo quando o assunto é maturidade. “Tenho agora decisões muito mais adultas e estou convencido que o governo na minha mão seria um governo de total felicidade para as pessoas menos favorecidas”.

Sílvio também disse que Huck está fazendo “cócegas em sua consciência”. “Se o povo poderá votar em Luciano, poderá votar em mim porque eu sou aquele presidente que dirá que os ricos sejam menos ricos e os pobres menos pobres”. Ainda sobrou uma alfinetada para o ex-presidente. “Se ele não vir o sol quadrado, ele pode se candidatar também”.

Vale lembrar que não seria a primeira vez que Silvio se candidataria à presidência. Em 1989, o dono do Baú foi candidato, na primeira eleição direta desde o golpe militar de 1964.

Nas redes sociais, internautas e famosos comentaram o discurso do “presidenciável”. Confira algumas das reações.
Saiu na exame.com

Sistema



Charge de Hoje

0
RÁDIOCOM



Fachin põe sob sigilo parte dos áudios que PF interceptou após delação da JBS

0

Após a divulgação de áudios de conversas interceptadas que não têm relação com os supostos crimes investigados com base nas delações da JBS, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, decidiu impor sigilo a áudios interceptados pela Polícia Federal em investigação baseada nas delações da JBS.

A decisão vale para dois CDs que “não contêm apenas os diálogos referidos nos relatórios a que foram elas anexadas”. “Determino o desentranhamento, com a juntada em procedimento autônomo que tramitará sob segredo de justiça”, decidiu Fachin. A decisão do ministro alcança também eventuais áudios relativos à investigação que estejam no meio destes dois CDs que foram separados dos autos e agora passarão a tramitar em sigilo.

Os áudios captados pela PF foram disponibilizados na íntegra para cópia no prédio do Supremo Tribunal Federal na sexta-feira, 19. Repórteres e advogados fizeram cópias. Descobriu-se, depois, que não apenas as conversas referentes às investigações foram copiados, como também aquelas que não traziam qualquer fato suspeito. No meio do volume completo, havia conversas de jornalistas.

A publicação, pelo site BuzzFeed, de um diálogo do jornalista Reinaldo Azevedo com Andrea Neves, irmã de Aécio Neves e fonte do jornalista, alarmou a imprensa diante da quebra do sigilo da fonte – que só é autorizada quando há relação direta com a investigação. Iniciou-se uma discussão sobre de onde teria vindo a quebra do sigilo da fonte. Procurado pela reportagem, o gabinete do ministro Edson Fachin não quis comentar.

Sistema