A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) solicitou que a Gol Linhas Aéreas, única empresa área que tinha autorização para operar voos para aeroportos de capitais ou de grande porte no Aeroporto da Pampulha, suspenda a venda de passagens com partidas e chegadas prevista para o terminal. A medida vem em decorrência da suspensão de voos no terminal.

Além disso, a empresa ainda terá que reembolsar os passageiros que já adquiriram bilhetes ou oferecer outra alternativa.

“Aos passageiros que adquiriram passagens e que serão afetados com o cancelamento dos voos da GOL, que ligavam o aeroporto da Pampulha a capitais, a empresa aérea deverá cumprir com o estabelecido na Resolução nº400/2016 da ANAC, realizando o reembolso integral da passagem ou oferecendo a execução do serviço por outra modalidade de transporte, de acordo com a escolha ao passageiro”, afirma em nota a Anac.

Em nota, a Gol, informou que está em contato com os clientes que adquiriram as passagens. “A GOL irá oferecer, como alternativa aos clientes que já adquiriram as passagens, alteração para os voos que fazem conexão no Aeroporto de Juiz de Fora (MG), ou para voos com origem e destino no Aeroporto de Confins (MG). Há ainda a possibilidade de cancelamento da passagem, com reembolso integral do valor.”, afirma a companhia aérea.

A questão também é discutida na Justiça em ações movidas por associações de moradores de bairros que ficam no entorno da pista e pela BH Airport, concessionária que administra o Aeroporto de Confins, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA