Com foco na assistência  às pessoas em situação de rua a Prefeitura de Parnamirim, através da Secretaria Municipal de Saúde, deu o pontapé inicial para a implantação do projeto Consultório de Rua, um programa federal instituído pela Política Nacional de Atenção Básica que visa ampliar o acesso da população em condições de vulnerabilidade aos serviços de saúde.

Para o prefeito Rosano Taveira, a ideia é ofertar, de maneira mais oportuna, atenção integral à saúde para esse grupo populacional. “São moradores de rua com vínculos familiares interrompidos ou fragilizados e que necessitam de atenção do poder público”, justificou o gestor.

Nesta primeira fase as equipes da Saúde estarão cadastrando os moradores de rua para detectar os bairros com maior incidência e a quantidade exata de pessoas sem abrigo na cidade. Diariamente os profissionais percorrem os bairros de Parnamirim  para conversar com essa população e entender: onde eles vivem, de onde eles estão vindo e quais as principais necessidades.

O Consultório de Rua objetiva funcionar como uma ponte entre os pacientes e as unidades de saúde. Depois da fase de cadastramento os atendimentos serão iniciados nas ruas, onde as pessoas serão atendidas e encaminhadas para as unidades. Os atendimentos serão realizados de segunda a sexta, das 14h às 20h.

O serviço inovador faz parte do plano de governo do prefeito Rosano Taveira, que tem como foco cuidar dos parnamirinenses “Queremos construir uma Parnamirim mais humana. Somos uma das primeiras cidades do Rio Grande do Norte a aderir este serviço. Nossa meta é melhorar as condições de vida dessa população”, afirmou o prefeito.

O secretário de Saúde, João Albérico, falou sobre a importância da iniciativa “os atendimentos são fundamentais para todos os indivíduos. Estamos muito felizes com o andamento do projeto. As equipes estão sendo bem recebidas nesta primeira fase, onde a população está aprovando a ação”, concluiu.

Josué de Oliveira vive nas ruas há três anos. Ele já foi cadastrado pelos servidores e encaminhado ao albergue da cidade “Eu não conhecia o albergue de Parnamirim. Os assistentes sociais me explicaram como eu posso ser atendido. Agora vou procurar o serviço para conseguir dormir em um local melhor”, disse.

Estrutura
A UBS de Monte Castelo é a unidade de referência para o serviço. Os pacientes cadastrados nas ruas serão encaminhados para a unidade e lá receberão os atendimentos mais complexos. Nas ruas serão realizados atendimentos básicos. A equipe contará com um carro e equipamentos para realizar os serviços.
O Consultório de Rua possui uma equipe com seis profissionais: enfermeiro, psicólogo, assistente social, agentes de saúde e técnico de enfermagem. A coordenadora do projeto, Kênia Rocha, explica que todos os servidores foram capacitados para desenvolver as atividades “Realizamos uma capacitação com todos os profissionais selecionados para participar do projeto. Eles aprenderam técnicas de abordagem e entenderam a metodologia da ação”, explicou.

Parceria
O trabalho é realizado com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), que acolhe essa população no albergue municipal e no Centro POP. No primeiro os usuários recebem uma alimentação para jantar e encontram um local para dormir. Ao amanhecer, eles podem se dirigir ao Centro POP, onde encontram um espaço com oficinas e palestras direcionadas, lá também recebem uma refeição de almoço.
A titular da SEMAS, Elienai Cartaxo, destacou a importância do trabalho em parceria “O Consultório de rua assiste uma população que é atendida pela Assistência Social. Nas ruas, eles podem divulgar os nossos serviços e oferecer mais qualidade de vida a essa população. Nossas secretarias trabalham de maneira integrada para que os serviços funcionem de forma eficaz”, explicou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA