Um projeto de lei que tramita atualmente na Câmara dos Deputados quer evitar o “vício em masturbação e pornografia” ao obrigar todas as operadoras que fornecem acesso à internet a filtrarem e bloquearem todos os conteúdos de “sexo virtual, prostituição, sites pornográficos”.

De autoria do deputado Marcelo Aguiar (DEM-SP), o PL 6.449/2016 cita estudos sobre o tema e diz que a medida quer proteger principalmente os jovens, que tem usado a pornografia para “substituir a prática sexual com outra pessoa.”

“Os jovens são mais suscetíveis a desenvolver dependência e já estão sendo chamados de autossexuais – pessoas para quem o prazer com sexo solitário é maior do que o proporcionado, pelo método, digamos, tradicional”, diz um trecho do documento.

“Do lado educacional, acredita-se que a facilidade de acesso à pornografia e o tabu que ainda envolve a sexualidade está transformando o pornô na base da educação sexual dos jovens de hoje, com uma série de efeitos indesejados”, afirma o deputado em outro trecho do texto.
Saiu no notícias band.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA